Oficina

Cinema documentário e novas mídias de apreensão dos acontecimentos

 

As novas mídias audiovisuais tornam mais acessíveis os meios para apreender acontecimentos em linguagem audiovisual. No limite, qualquer um, com a câmera de um celular, pode produzir imagens e sons audiovisuais. Para quê? Para quem? Com qual intenção? Como e com que velocidade se preserva ou se descarta os resultados dessas “filmações”? Como elas afetam os afazeres dos cineastas e, em especial, dos documentaristas? Na contemporaneidade, o que é mesmo “material de arquivo”?

Esta oficina teórico-prática tem por objetivo discutir o estado do cinema documentário frente à avalanche de “registros” audiovisuais disponíveis na Internet.

Ministrante: Dácia Ibiapina

Carga horária 12 horas

Palácio Artes

02, 03 e 04 de outubro, de 9h às 13h

15 vagas

Requisito: apresentar, no momento da inscrição, um esboço de no máximo uma página sobre que tipo de material audiovisual disponível na Internet lhe interessa pesquisar e com que objetivo e intenção.

Dácia Ibiapina é cineasta, professora e pesquisadora da Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília. Como diretora realizou os longas-metragens Entorno da beleza (2012) e Ressurgentes: um filme de ação direta (2014), e os curtas O gigante nunca dorme (curta, 2013) e Carneiro de ouro (curta, 2017).